22 de mai de 2011

Pátria fasceira


O Sol rachando na moleira
terra plana é ribanceira
vou perdendo as estribeiras
céu d'anil, pátria fasceira.

Trova essa é companheira
vento quente, cheiro de laranjeira
horizonte na dianteira
bate o coração que dá bambeira.

Disse o Almir e suas mil estrelas:
 é preciso percorrer,
entregar-se ao desconhecido;
cura a sorte, aumenta o juízo. 

Aqui tem Lua até de dia
oh meu Deus quanta primozia
quem dera essa gente sofrida soubesse
quem por aqui passa nunca esquece.

Trova em homenagem a MS - 22/04/2011
Foto by Gi Barboza Rio Sucuriú